Sei
01 Aug 2013 | Sei

Fã Clube Nando Reis

‘A Casa que Habito’ por Nando Reis

‘A Casa que Habito’ por Nando Reis

Mais uma vez o Fã Clube Oficial Nando Reis traz para vocês outro texto ínedito na internet onde Nando conta como conheceu o arquiteto e amigo Paulo Alves, que projetou toda a sua casa!

Leia a seguir:

“Conheci o Paulo quando ele ainda era de Bauraúna e fez as peças que a gente precisava para mobiliar nossa casa. A forma como ele interpretou, realizou e entregou aquilo foi bem mais do que satisfatória, era algo materializante do que a gente realmente queria.

Depois, quando, em outro momento, comprei uma casa e precisei de alguém para fazer a reforma, lembrei do jeito com que o Paulo havia transformado minhas intenções em objetos concretos.

Importante dizer que, antes, nos tornamos amigos. Eu havia visitado o apartamento onde ele morava e lá pude ver exemplificada mais uma vez a sua lógica construtivam, que avança além do mobiliário, tranto questões mais conjunturais com respeito à moradia. E com uma ideia de beleza que bate fundamentalmente com o que eu acredito e espero de uma habitação. Para mim, a beleza está acima de tudo, embora a beleza se dê por meio da certeza que você tem e não tem quando você a toca. Nesse sentido, o móvel é uma ótima forma de vermos nossos sonhos dissolvidos em matéria.

Ao longo do processo complexo que foi fazer a reforma da nova casa, eu necessitava transformar essa busca em uma realidade arquitetônica, traduzida através das variantes da minha própria vida. A gente trabalhou com essa ideia de que a casa se faz de dentro para fora, para abrigar quem mora.

A casa é grande, com espaços amplos, que foram sendo preenchidos. É a casa em que moro, e nela convivo com as infinitas irresoluções que há entre o desejo da ocupação e o controno daquilo que é o seu involucro. Gosto muito da casa qe foi desenhada pelo Paulo, que contém os móveis que ele também desenhou. Dentro dela eu vivo uma vida real, encontrando móveis absolutamente perfeitos, vivendo com a eterna questão de eu próprio nunca ser suficientemente bem desenhado”. – Nando Reis

Veja fotos da casa CLICANDO AQUI!

24th março, 2016

2 Commentários

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *