Sei
01 Aug 2013 | Sei

Entrevistas

Entrevista: Hannah Lima, Backing Vocal

Entrevista: Hannah Lima, Backing Vocal

hannahAna Cristina Pereira Batalha Lima ou simplesmente Hannah Lima é cantora, compositora e grande representante feminina da fusão ‘R&B + RAP’ no Brasil.

Nascida em Carangola (MG), ela veio para o Rio de Janeiro ainda criança e sempre teve a música presente em sua vida, através de sua avó materna, que lhe ensinou os primeiros acordes de piano.

A dança também fazia parte de seus sonhos e foi aos nove anos que seu pai, percebendo seu talento, a levou para um teste e assim ela teve sua introdução ao Ballet clássico.

Por 7 anos ela atuou como backing vocal de vários artistas brasileiros como Sidney Magal, Fernanda Abreu e a banda BLITZ, gravando com o último um CD revival ‘Blitz ao Vivo’.

Hannah Lima possui dois CD’s solos. O primeiro, intitulado ‘Intuitiva’, foi lançado em 1999 e o segundo, de nome ‘Neguinha’, foi gravado em 2009.

Em agosto de 2010, participou da gravação do DVD ‘Bailão do Ruivão’ e a partir daí atua como backing vocal da banda ‘Os Infernais’ de Nando Reis.

Confira, abaixo, a entrevista que Hannah Lima cedeu ao Fã Clube Nando Reis e conheça um pouco mais sobre a Intuitiva diva do Hip-hop-soul–R&B do Brasil!

Fã Clube – Olá, Hannah! Ficamos muito agradecidos por você ter aceitado o convite de fazer uma entrevista conosco. Você é muito linda!
Hannah LimaEu é que fico muito agradecida à vocês pelo interesse e pelo linda! Nossa, muito obrigada!

Fã Clube – Como surgiu o nome artístico ‘Hannah Lima’?
Hannah LimaMinha irmã se chama Ana Célia e quando éramos adolescentes era meio confuso pois ambas eram chamadas de Aninha… (risos) Teve também o fato de eu ser tímida pra subir ao palco no início da carreira e me veio em mente o nome Hannah pra tipo me ajudar a assumir minha personalidade artística. Eu não queria deixar de ser Ana e Hannah me soou bem e foi incrível como muito rapidamente todos passaram a me chamar de Hannah… Hoje em dia nem tenho mais o reflexo imediado quando chamam Ana Cristina! Somente quando minha avó fala é que eu sei que é comigo! (risos)

Fã Clube – Quando e como surgiu o seu amor por música?
Hanna LimaAcredito que no útero da minha mãe pois ela tocava piano e também cantava muito bem. Meu tio fala que eu, bebezinha, já ficava marcando rítmo e, mesmo sem saber falar, eu emitia sílabas ritmadas enquanto trocavam minha fralda ou se escutava alguma música… Então isso veio do útero mesmo, eu já nasci assim.

Fã Clube – Você já foi backing vocal da Fernanda Abreu e do Sidney Magal e tem uma carreira solo com dois discos gravados. Poderia nos contar um pouco do seu trabalho solo?
Hannah LimaOs meus dois CD’s são uma mistura de R&B, Soul Music com o Rap. Componho nesses estilos, faço música preta com outras influências também mas a definição é essa. Foi através do Rap que comecei a escrever letras, pois antes eu só criava melodias e melodias e não colocava letras. Quando comecei a rimar as palavras me conquistaram e passei a fazer letras tanto para as rimas quanto para as melodias também. Então como compositora eu sou um dos resultados dessa fusão.

Fã Clube – Quais são suas influências musicais?
Hannah LimaSão muitas! Mas basicamente me influencio muito pela música dos anos 60 e 70… Marvin Gaye, Aretha Franklin, Stevie Wonder, Jackson Five, Donna Sumer… E também Alcione, Sandra de Sá… No Rap me marcou quando escutei a Quen Laifa e Quen Pene… O grupo carioca ‘As Damas do Rap’ que é o antigo trabalho da rapper e minha parceira Edd Wheeler… Mais tarde a Missy Eliot que é muito louca! Mas vejam bem… Eu também tive uma formação com música clássica. Aprendi piano ainda muito criança, com uns 6 anos de idade… Eu ficava olhando minha avó tocar e quando ela se levantava eu tentava repetir… Aprendi com ela e de ouvido. Depois estudei um pouco na escola de música ‘Villa Lobos’ aqui no centro do Rio de Janeiro. Então Villa Lobos, Pixinguinha, Erneto Nazaré… Bethoven, Bach… Tudo isso é influência marcante também.

Fã Clube – Além de cantora e dançarina, você também é compositora. No que você se inspira para compor?
Hannah LimaMe inspiro na vida, no que eu vejo e muito no que sinto! Faço música como um desabafo, seja ele de amor, de alegria, de revolta ou indignação por algo. As vezes componho partindo de algum beat… Outras vezes, a melodia ou a rima vem do nada na cabeça e aí preciso parar o que estiver fazendo pra gravar, escrever e focar na ideia inicial para que ela não se perca.

Fã Clube – Como surgiu o convite para participar da banda ‘Os Infernais’?
Hannah LimaConheço é Lilian Valeska desde 1992. Já cantamos muito juntas e somos grandes amigas e quando ela precisou sair me perguntou se eu estaria afim de trabalhar com o Nando Reis. Eu adorei e disse sim e ela mostrou meus sites pra ele e pra banda e depois disso o Cambraia me ligou.

Fã Clube – Existe uma convivência de parceria e amizade entre ‘Os Infernais’. Como você foi recepcionada por eles?
Hannah LimaFui muitíssimo bem recebida por todos e também os adorei. O Nando é um cara super gentil e gente boa. Nos dá liberdade pra mostrarmos nossas ideias… A banda toda e também a equipe técnica é muito unida mesmo! Eu já havia trabalhando com alguns da equipe e gostei de reencontrá-los e estar junto de novo viajando…

Fã Clube – E como podemos adquirir seus discos e conhecer o seu trabalho autoral?
Hannah Lima Para escutar o novo cd é só acessar o meu MySpace e para adquirir é só enviar um email para equipehannahlima@gmail.com que a gente informa os detalhes e envia o cd.

31st janeiro, 2011

Sem comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *