Nando Reis ´Queria alargar fronteiras`

Desde que saiu dos Titãs para se dedicar à carreira solo, em 2002, Nando Reis se distancia aos poucos do trabalho do grupo, com quem gravou 14 álbuns em 20 anos. Em Bailão do Ruivão, o paulista se despe de preconceitos e rompe com suas referências, deixando os fãs até meio perdidos. Para a gravação do DVD, em São Paulo, convidou Joelma e Chimbinha, do Calypso, e a dupla sertaneja Zezé di Camargo e Luciano, além de Zafenate, banda de reggae de seu filho Theodoro.

O repertório inclui Chorando se foi, Whisky a go go, Lindo balão azul, Frevo mulher e até Você não vale nada. ´As pessoas reagiam como se houvesse da minha parte uma certa ironia, como se eu tivesse tirando um sarro. Eu gosto legitimamente`, garante Nando. Claro que os arranjos são diferentes. A batida do rock se faz presente em todas elas. De seu repertório, somente as mais conhecidas e animadas, que ´poderiam estar em qualquer bailinho`.

Leia maisNando Reis ´Queria alargar fronteiras`