Sei
01 Aug 2013 | Sei

Fã Clube Nando Reis

PIRAÚBA-MG – EXPO PIRAÚBA 2011 (16/07)

PIRAÚBA-MG – EXPO PIRAÚBA 2011 (16/07)

Uma noite fria, uma pequena cidade no interior de Miinas Gerais. Algo comum se não fosse pelo evento que acontecia no local. Na noite de sábado, 16 de julho, um show marcou a história de Piraúba. Não falo apenas por ser fã ou pelo fato de o show ter sido maravilhoso, mas baseada na informação que o próprio locutor dava aos presentes: “Nando Reis e Os Infernais foram responsáveis pelo dia de maior público de todos os anos do evento“.

Às 21 horas, o Parque de Exposições estava ainda vazio, mas a equipe de som já cuidava dos ajustes finais. A ansiedade começava a tomar conta. Aqueles globos de espelho fixados na parte superior do palco, como na gravação do último DVD, davam um toque especial e mágico.

Os Infernais chegaram por volta de meia noite e pareciam estar bem animados. Alex Veley e Felipe Cambraia, simpáticos como sempre, pararam para tirar foto e conversar com os fãs e até ouviram sugestões de músicas para serem tocadas.

O ruivo mais talentoso de todos, Nando Reis, chegou pouco depois e todos aguardavam ansiosamente próximos à entrada do camarim. Passou um pouco apressado já que o show estava por começar.

Aproximadamente à 1h, o locutor finalmente anunciou o show. Em seu discurso disse a mais pura verdade, já que falou que estava chamando um dos maiores intérpretes da música brasileira. O coração acelerava.

Com um look todo jeans e a inseparável boina, Nando finalmente subiu ao palco ao som de “Sou dela”. Os Infernais estavam em sintonia. Percebi alguns pequenos problemas com o som, mas nada que comprometesse a beleza e a energia do show.

Nando Reis estava especialmente bonito. Cantou músicas do novo álbum “Bailão do Ruivão” assim como músicas marcantes dos álbuns anteriores. “All Star” e “Por onde andei” embalaram os corações apaixonados.

Quando parecia que o show tinha terminado, o pedido de bis da plateia trouxe de volta Nando Reis e Os Infernais para mais duas músicas: “Nuvem de Lágrima”, contrariando o set list colado no chão próximo ao seu pé, que indicava “Pra você guardei o amor”, e “Bichos Escrotos”. E para fechar com chave de ouro, a encantada chuva de papel picado, que por alguns instantes fez com que muitos voltassem a ser criança.

Pena que acabou! Foi uma das pouco mais de duas horas mais agradáveis que vivi. Como diz a música: “eu trocaria a eternidade por essa noite”. Todo show do Nando deixa um gosto de quero mais.

Agradeço à equipe do fã clube por ter permitido a minha participação no site. Foi um imenso prazer!

Texto enviado ao fã clube por: Laura Vargas

18th julho, 2011

Sem comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *