Multticlique entrevista Nando Reis!

Só para deixar claro, bate papo rolando e o maior compositor brasileiro fez as seguintes declarações exclusivas para a Revista Multticlique: A) Disse – surpreendentemente – que se fosse um super-herói gostaria de ser o poderoso Thor; B) Contou que está no ciclo reggae, ouvindo muito Bob Marley; C) Revelou que seu processo de criação funciona com violão, papel e caneta; D) E muito mais…

MulttiClique: Que música de outro compositor você daria tudo para ter feito?
Nando Reis: Uauu. Essa pergunta é ótima. Tem tanta gente boa… tantas coisas legais. Mas a que eu daria tudo para ter feito é a “Da maior importância”, do Caetano Veloso.

MulttiClique: Qual é o maior compositor que você conheceu?
Nando Reis: Os que mais gosto, e que tive o privilégio de conhecer pessoalmente, são o Gilberto Gil e Caetano Veloso.

MulttiClique: Qual é a sua música mais bonita?
Nando Reis: Posso responder duas?

MulttiClique: Só dessa vez (risos).
Nando Reis:: Adoro “Relicário” e “O Segundo Sol”.

MulttiClique: Como funciona o seu processo de criação?
Nando Reis: Difícil responder, hein. Mas tem alguns rituais que são fundamentais para que eu consiga compor uma música. Por exemplo, eu gosto e tenho que estar sozinho. Sem absolutamente ninguém por perto. Também preciso de um violão, um papel e uma caneta. Se tiver um uísque por perto, então, fica melhor ainda.

MulttiClique: Que super-herói gostaria de ser?
Nando Reis: Thor. Acho que tem a ver comigo. Cabelo vermelho, barba… Só faltou a força, o corpanzil e o martelo (risos).

MulttiClique: Cabelo branco é sinal de cansaço ou sabedoria?
Nando Reis: Sabedoria, com certeza. Eu pelo menos penso assim. E sinto que estou ficando mais esperto com o tempo.

MulttiClique: O que não pode faltar no seu iPod?
Nando Reis: Acredita que eu não tenho iPod?

MulttiClique: Nem iPhone, iPad ou qualquer iP da vida?
Nando Reis: Tenho um iPhone, mas não consigo mexer direito nessas coisas modernosas. A verdade é que eu sou muito burro com novas tecnologias. Odeio. Mas um dia ainda terei paciência para aprender a mexer.

MulttiClique: Ok, ok. Mas o que você escuta sempre?
Nando Reis: Então, eu sou um cara de fases. Quando me ponho a escutar algo, quero ouvir tudo. Aquela história da coletânea completa de um cara só. Neste exato momento, estou no ciclo do Bob Marley. Mas também sempre me ponho a escutar Stevie Wonder.

MulttiClique: Como passa o tempo livre?
Nando Reis: Eu tento passar o tempo livre da maneira mais comum possível, como quase todo mundo. Fico em casa, curto meus filhos, , escuto música., assisto jogo de futebol…

MulttiClique: Você chegou a tentar ser um jogador de futebol profissional?
Nando Reis: Nunca. Eu adorava jogar, mas só por diversão. Nunca achei que tivesse talento para a coisa, embora eu corresse pra caralho. O pessoal não leva a sério, mas eu fui o primeiro ala direito do futebol brasileiro.

MulttiClique: E nem assim conseguiu vingar no mundo da bola?
Nando Reis: Cara, a verdade é que eu era muito míope e não usava lente de contato naquela época. Para piorar, eu tinha medo de jogar com óculos e acabar quebrando. Então, era uma dificuldade.

MulttiClique: Cinco filhos, uma casa cor de rosa, só falta o São Paulo vencer o Brasileiro.
Nando Reis: Mas ainda dá tempo. O time apresenta uns altos e baixos meio malucos, mas a chegada do Luís Fabiano vai fazer o Tricolor decolar. E no fim do ano, eu ponho a sétima faixa de campeão brasileiro no peito.

Fonte: Revista Multticlique

4 comentários em “Multticlique entrevista Nando Reis!”

  1. Adorei saber mais sobre você. Sempre achei que sua música predileta era Segundo Sol…(intuição). Me aguarde em Itaquera, lembrando que adoro você. Bj

  2. Gostei do super-herói. Adorei esse papo!!! Ah! e o Nando só podia gostar de Caetano e Gil rs

  3. ADOREI TER ESCOLHIDO SER TOR,PENSEI QUE FOSSE ESCOLHER SER O SUPER-HOMEM

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: