Sei
01 Aug 2013 | Sei

Fã Clube Nando Reis

Nando nos discos de Paulo Miklos e Os Paralamas do Sucesso!

Nando nos discos de Paulo Miklos e Os Paralamas do Sucesso!

Dois aguardados lançamentos do rock nacional do mês de agosto contarão com composições inéditas de Nando Reis. São eles: O disco “A Gente Mora no Agora” de Paulo Miklos e o álbum “Sinais Do Sim” do Os Paralamas do Sucesso!

“Sinais Do Sim” – Os Paralamas do Sucesso

A canção escrita por Nando para o Paralamas, de nome ‘Não Posso Mais’, é a quarta faixa do CD e você já pode ouvi-la CLINCANDO AQUI! A letra você confere abaixo…

Não Posso Mais

Se o amor é Deus
Rei de um reino
água no copo
Prato e colher
Uma igreja ergo
Pra rendê-lo
Um poço cavo
Pra encontrar
Mar água lago
O seu refresco
Vento bandeira
A tremular
Flor que nasce
Da semente
Mente inventa
Circular

Eu não posso mais
Não posso mais
Não posso mais
Não posso mais viver
Sem você

Se o amor não vem
Como vivemos?
Puro veneno
Pra amargar
Guarda o corpo
O seu silêncio
Uma adaga
A perfurar
Se o amor é rei
Deus de um tempo
Nas suas águas
Vou mergulhar
Do seu sabor
Não tenho medo
Sua boca quero beijar

“A Gente Mora no Agora” – Paulo Miklos

O novo trabalho solo de Miklos também será lançado no mês de agosto e a música composta por Nando, de nome ‘Vou te Encontrar’, já está disponível para ouvir em todas as plataformas digitais! Ouça CLINCANDO AQUI e leia abaixo a letra música!

Sobre a música: “Mostrei uma ideia ao Nando que ficou de trabalhar em cima. Depois de muito tempo, quando já estava achando que ele havia desistido da composição, ele me ligou falando que havia escrito uma música totalmente nova feita para mim, sobre mim”, conta Miklos em nota oficial. “Vou Te Encontrar” acabou se tornando uma homenagem ao se inspirar em momentos bem particulares do músico.

..

Vou Te Encontrar

Olha, ainda estou aqui
Perto, nunca te esqueci
Forte, com a cabeça no lugar
Livre, livre para amar

Sofro, como qualquer um
Rio, quando estou feliz
Homem, dessa mulher
Vivo, como você quer

Nas ondas do mar
Nas pedras do rio
Nos raios de sol
Nas noites de frio

No céu, no horizonte
No inverno, verão
Nas estrelas que formam
Uma constelação

Vou te encontrar
Vou te encontrar

Olha, eu fiquei aqui
Perto, está você em mim
Forte, pra continuar
Livre, livre para amar

Sofro, como qualquer um
Rio, porque sou feliz
Homem, de uma mulher
Vivo, como você quer

No beijo da moça
No alto e no chão
Nos dentes da boca
Nos dedos da mão

No brilho dos olhos
Na luz da visão
No peito dos homens
No meu coração

Vou te encontrar
Vou te encontrar

24th julho, 2017

1 Commentário

Um Comentário

  1. Maria Jussara escreveu:

    Uau!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *