Sei
01 Aug 2013 | Sei

Fã Clube Nando Reis

Poesia inédita: ‘Sol Forte’

Poesia inédita: ‘Sol Forte’

O Fã Clube Oficial Nando Reis está sempre tentando trazer novidades do mundo ruivo para vocês e, com a chegada do natal, decidimos dar um presentão para nossos seguidores: uma poesia inédita de Nando Reis!

A escrita se chama ‘Sol Forte’, confiram abaixo…

SOL FORTE (Nando Reis)

Que a chuva chore suas lágrimas cor de asfalto
Que enxágue do asfalto todo rastro de óleo
De borracha, de madrugada e de sono
– para que o sol em seguida possa secar

Que a chuva doure as árvores lançadas pro alto
Que enxágue do alto o orvalho incólume
De fumaça, de alvorada e de mofo
– para que o sol em seguida possa corar

Que a chuva molhe as páginas plenas do alfabeto
Que enxágue do asfalto o fardo do ódio
De desgraça, de fatos medonhos
– para que o sol em seguida possa morar

Que o sol traga luz onde há sombra
Ponha os pés onde há ombros
Deixe o mar de outra cor.

9th dezembro, 2014

18 Commentários

18 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *