Sei
01 Aug 2013 | Sei

ENTREVISTANDO THEODORO

Fã Clube – Olá Theodoro! Estamos muito felizes com esta entrevista, pois sabemos que você, além de excelente cantor, é um cara bastante engajado e preocupado com o social. Agradecemos demais você ter aceitado o convite.
Theodoro ReisEu é que agradeço o espaço e desde já peço desculpas pela demora em conceder a entrevista.

Fã Clube – Que nada Theo, sabemos que você ainda meio ocupado com a gravação do CD! (:-]) Para começar gostaríamos de saber com quantos anos você começou a tocar violão e quando começou a sentir interesse pela música. Como foi isso?
Theodoro ReisO interesse pela música surgiu naturalmente, acho que desde que eu nasci. Quando criança eu acompanhava muito meu pai nas viagens com os titãs e ficava no canto do palco assistindo aos shows. Eu adorava brincar de banda com meu primo e meu vizinho, vivíamos transformando os utensílios domésticos em instrumentos musicais. Meu primeiro contato com o violão foi aos 11 anos quando fiz alguns meses de aula. Depois retomei as aulas aos 16, porém só comecei a tocar mesmo aos 19 quando assumi o violão no Zafenate.

Fã Clube – Sabemos que você tem uma banda chamada “Zafenate”. Gostaríamos de saber quem deu a idéia deste nome e como classificaria o estilo musical dela.
Theodoro ReisA idéia do nome quem trouxe foi o Robson, um dos vocalistas da banda, ele havia assistido a um filme sobre a história de José que foi chamado Zafenate. Essa é uma história muito antiga que está presente na bíblia e no alcorão mas possivelmente data de tempos mais primitivos quando os relatos ainda eram orais. José era um dos doze filhos de Jacó e tinha o dom de interpretar os sonhos, um dia seus irmãos com ciúmes dele o vendem como escravo para o Egito onde após muitas peripécias ele termina na prisão. O Faraó certo dia toma conhecimento da existência dele e manda o chamarem pois ele tinha sempre o mesmo sonho repetido. José interpreta seu sonho dizendo que hão de vir sobre o Egito sete anos de fartura com colheitas esplendidas e depois sete anos de agruras, com fome e miséria pela terra. A partir desse momento o Faraó incumbe José de organizar o povo e os estoques de alimentos durante o tempo da fartura para que estejam preparados para os tempos difíceis e então ele lhe dá esse nome, Zafenate, cuja tradução é algo como “o preservador da vida”, “conhecedor das coisas ocultas”. Ao final de tudo, quando chega o tempo de miséria, muitos povos vão ao Egito em busca de alimento e os irmãos de José aparecem por lá. Ele então se reconcilia com eles… Para nós esse nome é significativo pois trabalha com essas duas dimensões que prezamos muito: o onírico, o plano espiritual, dos sonhos, da intuição; e a agricultura, o material, a alimentação, a prática e a cooperação entre as pessoas.
O estilo da banda eu definiria como Reggae’n’RollBregaPopFunkCaipiraRapCore… Mas ainda assim fica muita coisa de fora.

Fã Clube – Legal! E quais as influências musicais da “Zafenate” já que não se trata só de Reggae e sim uma mistura…
Theodoro ReisAs influências são muitas e cada membro da banda coopera um pouco com diferentes referências. Desde o Samba até o Heavy Metal, tem Ska, Punk, Forró… Costumo dizer que a musica é como a Terra, suas fronteiras foram inventadas pelo homem. Se olharmos do espaço, não enxergaremos nenhuma delas… No fundo são todas variações sobre a mesma fonte de energia infinita… Eu gosto daquelas que me tocam a alma, seja me dando vontade de dançar ou de refletir.

Fã Clube – Sua banda está pra lançar um disco… Este CD já tem nome e previsão para lançamento? Se sim, pode contar pra gente ou vai ser surpresa?
Theodoro ReisO CD vai ter o nome da banda, Zafenate. Ele já está pronto, estamos agora apenas cuidando da capa e do clipe. Acredito que em uns dois ou três meses vai estar na praça.

Fã Clube – Percebemos uma forma de protesto nas canções de vocês como, por exemplo, na excelente “Homem Biônico”. Você acredita que com a música é possível trazer mais conscientização para os problemas do mundo?
Theodoro Reis Sim, sem dúvida, a música informa e faz refletir. Eu me lembro quando ouvi pela primeira vez a canção “Fim-de-Semana no Parque” dos Racionais Mc’s, eu tinha 10 anos e aquilo abriu minha mente para uma realidade que eu não conhecia. A musica pode atuar em varias dimensões, desde animar uma passeata gigante, até te fazer ir longe na solidão do seu quarto.

Fã Clube – Além de protestos, vemos que também falam de amor. Quando veremos esse “Reggae Bom” em outros estados como Rio de Janeiro?
Theodoro ReisNo Rio temos muitas bandas boas de Reggae. Nós adoraríamos fazer um show por lá, assim que houver uma oportunidade vamos com tudo.

Fã Clube – Mudando um pouco de assunto, nós gostaríamos de saber o que você acha de uma futura parceria musical entre você e seu pai? Tenho certeza que seria um presente para nós…
Theodoro ReisO próximo CD/DVD dele, o projeto “Bailão do Ruivão” que foi gravado aqui em São Paulo no mês de agosto, conta com uma participação nossa. Cantamos juntos a musica “Could You Be Loved” do Bob Marley. Mas nós temos uma boa afinidade musical e com certeza pro futuro irão rolar mais parcerias.

Fã Clube – Theo, você dá aula de música e também desenvolve um trabalho de agricultura urbana com populações de risco. Poderia nos contar como é este trabalho e como é aceito por essa população?
Theodoro ReisNesse exato momento estou me dedicando somente a música, na correria pelo CD do Zafenate. Porém participo também de um grupo chamado EPARREH, um coletivo de estudos e práticas ligadas ao meio ambiente. Atualmete tenho trabalhado com oficinas pontuais geralmente em escolas da rede pública ou em projetos sociais. O trabalho é sempre bem aceito, as pessoas, principalmente na cidade grande, estão carentes de contato com a natureza e hoje a sociedade está mais atenta às questões ambientais.

Fã Clube – Ficamos sabendo que você agora é pai! O que mudou na sua vida ou em você com a chegada de Luzia?
Theodoro ReisA vida muda totalmente, ganha um sentido mais amplo, não cabe nem em palavras. Só posso dizer que estou muito feliz e me sentindo mais forte e realizado.

Fã Clube – E o ruivo está curtindo a chegada de Luzia? Pode contar um pouquinho do José Fernando-avô?
Theodoro ReisEle, assim como pai, é um avô muito amoroso, está curtindo muito a netinha… Mas nem tem cara de avô, não é mesmo? Ta na ativa, na maior energia vibrando pelos palcos do Brasil inteiro.

Fã Clube – Nós do Fã Clube Nando Reis agradecemos mais uma vez a entrevista e espero que você e sua banda tenha cada vez mais sucesso! Abraços Infernais, amigo!
Theodoro Reis Eu é que fico grato pela atenção, peço desculpas mais uma vez pela demora, espero vocês no show do Zafenate. Um abraço a todos, muita paz e muita luz, somos um.